Notícia

Desenhos Têxteis, de Rocha da Silva, no Museu Arpad Szenes - Vieira da Silva

Desenhos têxteis é o título da exposição de Filipe Rocha da Silva, a inaugurar na sala de exposições temporárias do Museu Arpad Szenes - Vieira da Silva dia 24 de novembro. Com a curadoria de José Manuel dos Santos e organizada em colaboração com a Fundação EDP, esta exposição apresenta peças que têm por suporte a recriação de paisagens numa tela semelhante à usada nos tapetes de Arraiolos. 

Fruto de uma pesquisa recente, os desenhos têxteis do artista inspiram-se na tradição da tapeçaria: as obras presentes representam paisagens rurais ou florestais mas, dada a predominância da textura e a sobreposição por parte do carácter figurativo, perde-se, recompondo-se apenas quando as peças são observadas à distância. José Manuel dos Santos, curador da exposição, refere que "Filipe Rocha da Silva não cria apenas uma outra linguagem - usa uma outra língua para traduzir o que antes tinha mostrado (dito). Esta exposição é a revelação de uma Babel pessoal, construída não como uma torre que sobe para chegar ao céu, mas como uma torre que desce para chegar à terra e aos homens que, em toda a sua obra, se representam, inumeráveis e minúsculos". 

Para visitar até 22 de janeiro, de terça a domingo, das 10h às 18h. 

 

Na imagem:
Filipe Rocha da Silva
Reflexo de nuvens e peixes em lago, 2016
Fio de algodão e lã sobre tela de juta