Inovação Social | Arte Pública

Arte Pública Fundação EDP

Várias linguagens artísticas, num processo participativo em que artistas e população colaboram no desenvolvimento de intervenções artísticas de variados tipos e em diálogo com o património construído, a cultura e as tradições locais. A arte como instrumento de inclusão social – é este o mote do projeto Arte Pública Fundação EDP.

Com orientação para territórios de baixa densidade a nível nacional, este projeto visa o acesso à arte e o envolvimento da população em novas experiências culturais, bem como estimular o desenvolvimento local através da realização de obras de arte pública em meio rural.

Em termos de dispersão geográfica, o projeto estará presente em Trás-os-Montes (Alfândega da Fé, Torre de Moncorvo, Miranda do Douro e Mogadouro), Ribatejo (Vila da Marmeleira, Assentiz, São João da Ribeira e Ribeira de São João), Médio Tejo (Vila Nova da Barquinha), Alentejo (Campo Maior, Ouguela e Degolados), e Algarve (Vila do Bispo, Barão de S. João, São Bartolomeu de Messines, Mexilhoeira Grande, Figueira, Alte e Alportel).

O projeto prevê parcerias com instituições e coletividades locais ligadas às artes: Em Campo Maior (Mayor.art), numa parceria com a Associação Coração Delta; no Algarve (WATT?), em parceria com o LAC (laboratório de atividades criativas), em Trás-os-Montes (Voltagem), em parceria Rede Inducar, no Ribatejo (UniArt), em parceria com as Produções Fixe e em Vila Nova da Barquinha (ARTEJO) em parceria com a Câmara Municipal. 

Nas diferentes localidades, os projetos serão operacionalizados por estes parceiros do seguinte modo: Uma primeira fase de apresentação dos artistas; segunda fase de apresentação de propostas; terceira fase de intervenções artísticas; quarta e última fase com visitas guiadas.

Nas localidades de Trás-os-Montes, associadas ao projeto estão os artistas Gabriela Vaz Pinheiro, Nuno Pimenta, Sofia Borges, R2 Design, FAHR 021.3, alunos do Mestrado em Arte e Design para o Espaço Público, Cristina Mateus, Fernando José Pereira, MAR, Pedro Almeida, Miguel Schreck e Ricardo Santos. No Ribatejo, as intervenções estarão a cargo do artista João Seguro, SAMINA, Alecrim e Desejos Urbanos. Silveirinha, NADA, ORPHÃO e André Clérigo são os artistas envolvidos nas intervenções no Alentejo. Já na região algarvia XANA, Mariana A Miserável, Jorge Pereira, Menau, Padure, Susana Gaudêncio e Tiago Batista protagonizam este projeto.

O núcleo que se criou em 2017 - ARTEJO -, conta com a assinatura dos artistas Alexandre Farto (aka Vhils), Manuel João Vieira, Violant, Carlos Vicente e alunos do Centro de Estudos de Arte Contemporânea (CEAC) e da Escola D. Maria II, Vila Nova da Barquinha.

Acompanhe cada um dos projetos nas páginas oficiais:

WATT? - https://www.facebook.com/WATT-Um-Projecto-Art%C3%ADstico-Para-a-Comunidade-595740513925731/

Mayor.art - https://www.facebook.com/mayor.art4/

Voltagem - https://www.facebook.com/voltagemtmad/?fref=ts

UniArt - https://www.facebook.com/ProjetoUniArt/?fref=ts

ARTEJO - https://www.facebook.com/artejo.vnb/