Cultura | Prémio Novos Artistas Fundação EDP

Edição 2011

Prémio EDP Novos Artistas 2011

Vencedor: Priscila Fernandes
Menção Honrosa: André Trindade

Biografia

Priscila Fernandes nasceu em Coimbra, em 1981. Licenciou-se em Pintura no National College of Art and Design, em Dublin, República da Irlanda. Fez o Mestrado em Belas Artes no Piet Zwart Institute, Willem de Kooning Academy da Universidade de Roterdão, Holanda. O seu trabalho apresenta propostas no campo da instalação, pintura e vídeo. Vive atualmente em Roterdão, na Holanda.

O júri destacou a “grande densidade e complexidade de linguagens” da obra de Priscila Fernandes. De acordo com João Pinharanda, comissário da exposição Prémio EDP Novos Artistas 2011, “o seu discurso artístico é abordado através da "natureza-morta"; o pensamento Moderno através da quadrícula ortogonal e cores primárias; a sociedade produtiva através do controlo das capacidades dos protagonistas em gerirem os valores da geometria e da música. Esta encenada rendição à lógica, às regras, aos sistemas, é uma constante na obra da artista, que interroga estas realidades empregando por vezes uma linguagem que as leva ao absurdo, ao exagero, à voluptuosidade. Espera, assim, chegar a uma nova percepção e representação crítica das mesmas”.

Júri

Moacir dos Anjos (curador da 29ª Bienal de São Paulo, Brasil),
Lynne Cooke (subdiretora de Conservação e Investigação do Museu Reina Sofia, Madrid, Espanha),
José Pedro Croft (vencedor do Prémio EDP de Desenho 2001),
Alexandre Melo (curador e crítico de arte),
José Manuel dos Santos (diretor cultural da Fundação EDP).

Exposição

A exposição do Prémio EDP Novos Artistas 2011 decorreu entre 1 de julho e 18 de setembro, no Museu da Eletricidade, em Lisboa. Foram apresentadas as obras dos seguintes artistas: Vasco Barata, Catarina Botelho, Catarina Dias, Priscila Fernandes, Carla Filipe, Nuno da Luz, Ana Manso, João Serra e André Trindade.